Um sopro de ternura

Autor

Marcelo Cezar (Médium), Marco Aurélio (Espírito)

Páginas

400 páginas

Editora

Lúmen

SINOPSE DO LIVRO

Às vezes nos julgamos traídos pela vida e achamos que a felicidade depende da sorte. Julgando-nos pessoas de azar, optamos pelo vício da reclamação ao esforço da mudança de nossas crenças e atitudes. Acreditamos na ilusão do mal e preferimos nos entregar à vontade do destino, como se o destino fosse uma criação de nossa mente para burlar nossas responsabilidades perante o mundo. No entanto, quando tudo parece se precipitar pelas veredas sombrias do desengano, o amor e a amizade renascem no coração para mostrar que a centelha que nos dá vida permanece acesa dentro de nós. Embora adormecida, ela jamais se perde, e despertá-la é tarefa que todos podemos empreender com alegria, porque tudo o que vibra no bem é naturalmente alegre. É isso que vamos aprender no decorrer desta história sensível e fascinante: a felicidade é um estado da alma, conquistada dia após dia. Sorte é um acontecimento positivo gerado pela mente sadia. E amor é construção do espírito, que jamais se perde de sua essência quando viceja como um sopro de ternura no coração.